Três motivos para tomar a vacina febre amarela antes de viajar

A febre amarela é uma doença que acomete um grande número de pessoas no mundo inteiro e, recentemente, o número de casos tem aumentado no Brasil.

Pessoas que desejam viajar para determinadas regiões precisam tomar a vacina febre amarela. Alguém que irá viajar para um lugar de risco, seja a trabalho ou lazer, deve se programar com antecedência. A vacina deve ser tomada dez dias antes da viagem, pois este é o período que leva para garantir a imunização.

O vírus da febre amarela traz complicações sérias podendo, inclusive, levar ao óbito. Ele está presente em regiões de mata, silvestres e rurais, e é transmitido por algumas espécies de mosquitos (Aedes aegypti, Sabethes e Haemagogus).

Entre os estados que oferecem risco de contaminação estão todos os da Região Norte e Nordeste, na Região Nordeste está incluído o estado do Maranhão, o oeste e o extremo sul da Bahia, além do Sudeste do Piauí. Na Região Sudeste, o norte do Espírito Santo, o oeste de São Paulo e todo o estado de Minas Gerais são áreas de riscos. E na Região Sul, o oeste do Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

A vacinação também deve ser feita em caso de viagens para outros países da América do Sul, Ásia e África.

Há um mito existente de que a vacina febre amarela deve ser tomada novamente a cada dez anos. Na verdade, a vacina precisa ser tomada em duas fases, tanto para as crianças quanto para os adultos. Crianças tomam a primeira dose aos 9 meses de idade e voltam a tomar com 4 anos. Depois disso terão a sua prevenção contra a doença garantida para resto da vida. Já no caso dos adultos, após a aplicação da primeira dose, será necessário um reforço em até dez anos depois da primeira dose.

(124 -, 1)